{{selectedLanguage.Name}}
Entre Sair
×

Mark Rothko

Marcus Rothkowitz (Маркус Роткович)

Mark Rothko

Marcus Rothkowitz (Маркус Роткович)

Поделиться: Artigo da Wikipédia

Mark Rothko (Daugavpils, 25 de setembro de 1903 — Nova Iorque, 25 de fevereiro de 1970) foi um pintor norte-americano de origem letã e judaica. Imigrou com sua família de Dvinsk (hoje Daugavpils, Letónia, outrora parte do Império Russo) para os Estados Unidos em 1913, quando ele tinha dez anos. Ele é classificado como um expressionista abstrato, embora ele tenha rejeitado esse rótulo. Resistiu aceitar, também, a classificação de "pintor abstrato". Tal como Jackson Pollock e Willem de Kooning, Rothko é um dos mais famosos pintores americanos do período pós-guerra.

Nascido Ма́ркус Я́ковлевич Ротко́вич (Marcus Yakovlevich Rothkowitz) numa família judaica, Mark Rothko (em russo Марк Ро́тко) emigrou com a mãe e a irmã para Portland (Oregon), em 1913, para se reunir ao pai e irmãos. Fez seus estudos no Lincoln High School de Portland, depois na Universidade Yale.

Em 1929, tornou-se professor de desenho para crianças.

Casou-se com Edith Sachar, em 1932. Em 1934, fundou a Artist Union de Nova York.

Em 1940 adotou o nome anglicizado "Mark Rothko", dois anos após ter obtido a nacionalidade americana.

De acordo com seus amigos, tinha uma natureza difícil. Profundamente ansioso e irascível, podia ser também extremamente afetuoso. É na década de 1950 que sua carreira verdadeiramente se destaca, graças sobretudo ao colecionador Duncan Philips que lhe comprou vários quadros e, após uma longa viagem do pintor à Europa, consagrou uma sala inteira à sua coleção (um sonho de Rothko, que desejava que os visitantes não fossem perturbados por outras obras).

A década de 1960 foi para Rothko um período de grandes encomendas públicas - da Universidade Harvard, da Marlborought Gallery de Londres, a capela em Houston) - e de desenvolvimento das suas ideias sobre a pintura. Mas este impulso criador e de reconhecimento foi interrompido por um aneurisma de aorta - doença incapacitante que o impediu de pintar em grandes formatos.

Reconhecido na Europa e na América pelo seu papel no desenvolvimento da arte não-representativa, Rothko cometeu suicídio em 25/2/1970 em plena depressão e doença.

Rothko era um intelectual, um homem extremamente culto que amava a música e a literatura e era muito interessado pela filosofia, em particular pelos escritos de Nietzsche e pela mitologia grega. Influenciado pela obra de Henri Matisse – a quem ele homenageou em uma de suas telas – Rothko ocupou um lugar singular na Escola de Nova York.

Após ter experimentado o expressionismo abstrato e o surrealismo, ele desenvolveu, no final dos anos 1940, uma nova forma de pintar. Hostil ao expressionismo da Action Painting, Mark Rothko (assim como Barnett Newman e Clyfford Still) inventa uma forma meditativa de pintar, que o crítico Clement Greenberg definiu como Colorfield Painting ("pintura do campo de cor").

Em suas telas, ele se exprime exclusivamente por meio da cor em tons indecisos, em superfícies moventes, às vezes monocromáticas e às vezes compostas por partes diversamente coloridas. Ele atinge assim uma dimensão espiritual particularmente sensível.

Para não especialistas, suas telas parecem profetizar o surgimento das páginas Web, só que em dimensões maiores que a parede de nossas residências.

Esta é uma parte do artigo da Wikipedia usado sob licença CC-BY-SA. O texto completo do artigo está aqui →


More ...
Mark Rothko Obras de arte
View all 163 obras de arte