{{selectedLanguage.Name}}
Entre Sair
×

Lawrence Alma-Tadema

Sir Lawrence Alma-Tadema

Lawrence Alma-Tadema

Sir Lawrence Alma-Tadema

Lawrence Alma-Tadema, nascido Lourens Alma Tadema (Dronrijp, 8 de janeiro de 1836 - Wiesbaden, 26 de junho de 1912) foi um dos mais proeminentes pintores e desenhistas do neoclassicismo europeu. Ao longo de sua vida, Alma-Tadema também adquiriu cidadania na Bélgica, bem como no Reino Unido. Cursou a Real Academia de Belas Artes de Antuérpia, na Bélgica, tendo se estabelecido na Inglaterra por boa parte da vida. Tornou-se famoso por seus trabalhos retratando o luxo e a decadência do Império Romano e Grécia Antiga, com retratos vívidos das construções em mármore, contrastando com o azul do mar Mediterrâneo e o céu. Muito admirado e apreciado em vida pelos seus retratos da Antiguidade clássica, seu trabalho caiu no ostracismo após sua morte, tendo sido redescoberto na década de 1960 e reavaliado como um dos maiores expoentes da pintura inglesa do século XIX.

Lourens Alma Tadema nasceu em 8 de janeiro de 1836, na vila de Dronrijp, província de Friesland, no norte dos Países Baixos. O sobrenome Tadema é um antigo patronímico frísio, que quer dizer 'filho de Tade', enquanto Lourens e Alma vieram de seu avô. Era o sexto filho de Pieter Jiltes Tadema (1797–1840), o tabelião da vila e Hinke Dirks Brouwer (c. 1800–1863). Seu pai teve três outros filhos de um primeiro casamento. O primogênito do canal morreu ainda na infância e a segunda filha, Atje (c. 1834–1876) era adorada pelo irmão Lawrence.

A família Tadema mudou-se para Leeuwarden, em 1838, onde ser tabelião era mais lucrativo. Seu pai faleceu quando Lawrence tinha quatro anos, deixando sua mãe com cinco crianças: Lawrence, sua irmã e os três filhos do primeiro casamento do marido. Sua mãe tinha algum conhecimento de arte e decidiu incorporar aulas de desenho na educação das crianças. Lawrence começou a ter aulas de artes com o professor contratado para educar seus meio-irmãos.

A família desejava que ele se torna-se um advogado. Mas em 1851, aos 15 anos, ele sofreu um colapso físico e mental. Diagnosticado com tuberculose e avisado de que teria pouco tempo de vida, a ele foi permitido passar seus últimos dias de repouso, desenhando e pintando. Porém, contrariando os médicos, Lawrence se recuperou e decidiu seguir a carreira artística.

Em 1852, ele entrou para a Real Academia de Belas Artes de Antuérpia, onde estudou arte flamenga e alemã com Gustaf Wappers. Já como estudante, Lawrence ganhou vários prêmios por seus trabalhos. Antes de sair da escola, no final de 1855, tornou-se assistente do pintor e professor Louis Jean de Taeye, de quem participou de inúmeros cursos na academia. Mesmo que de Taeye não fosse um pintor de excepcional talento, Lawrence o admirava e o respeitava, tornando-se seu assistente em seu estúdio, trabalhando com ele por três anos. De Taeye lhe apresentou livros que o influenciaram a retratar a dinastia merovíngia, um assunto comum em sua carreira.

Lawrence deixou o estúdio em novembro de 1858, retornando a Leeuwarden antes de se estabelecer na Antuérpia, onde começou a trabalhar com o pintor Jan August Hendrik Leys, Barão de Leys, cujo estúdio era um dos mais respeitados da Bélgica. Sob sua orientação, Lawrence pintou sua primeira grande obra, A educação dos filhos de Clovis (1861). Esta pintura foi uma sensação entre os críticos de arte e artistas em geral quando foi exibida no congresso de arte naquele mesmo ano. Diz-se que foi ele quem estabeleceu sua fama.

Esta é uma parte do artigo da Wikipedia usado sob licença CC-BY-SA. O texto completo do artigo está aqui →


Mais ...
Lawrence Alma-Tadema Obras de arte
View all 198 obras de arte