{{selectedLanguage.Name}}
Entre Sair
×

Elenore Abbott

Elenore Plaisted Abbott

Elenore Plaisted Abbott (1875-1935) foi uma ilustradora, designer cênico e pintora americana. Ilustrou as primeiras edições do século XX de obras como Contos de Grimm, Robinson Crusoe e Raptado, além de outros livros e revistas. Estudou em quatro escolas de arte na Filadélfia e em Paris, tendo sido influenciada por Howard Pyle. Fez parte de um grupo ligado ao ideal Nova Mulher que buscava oportunidades educacionais e profissionais para as mulheres, incluindo a criação de associações profissionais de arte, como o The Plastic Club.


Elenore Plaisted nasceu em Lincoln, Maine. Estudou arte na Escola de Design para Mulheres da Filadélfia, na Academia de Belas-Artes da Pensilvânia e na Académie des Beaux-Arts em Paris, França, onde seu trabalho foi exposto. Elenore voltou para a Filadélfia em 1899. Seu trabalho foi influenciado significativamente por Howard Pyle, seu professor na Universidade Drexel. Mais tarde, a artista admitiu que criou suas peças favoritas sob a orientação de Pyle.


Abbott, embora seja mais conhecida por suas ilustrações para livros, também foi pintora e designer cênico, tendo trabalhado na peça O Imperador Jones, no Teatro Hedgerow. Produziu ilustrações para a Harper's Magazine, Saturday Evening Post e Charles Scribner's Sons. A artista também criou ilustrações para livros, dentre eles a Ilha do Tesouro e Raptado, de Robert Louis Stevenson, A família suíça Robinson, de Johann David Wyss, A menina antiquada, de Louisa May Alcott, e Contos de Grimm, dos Irmãos Grimm.


Foi membro da Philadelphia Water Color Club e da The Plastic Club da Filadélfia, uma organização criada por mulheres artistas para promover "a arte pela arte". Entre os membros da organização estavam Jessie Willcox Smith, Violet Oakley e Elizabeth Shippen Green. Essas artistas identificavam-se com o ideal da Nova Mulher.


À medida que o acesso a educação foi ampliado no século XIX, as mulheres artistas tornaram-se profissionais, fundando suas próprias associações. Como as obras de arte feitas por elas eram consideradas inferiores, as artistas se tornaram cada vez mais militantes na promoção do trabalho das mulheres para superar esse estereótipo, tornando-se assim parte da imagem emergente da "Nova Mulher": educada, moderna e livre. Na transição entre os séculos XIX e XX, cerca de 88% dos assinantes de um grupo de 11 mil revistas e periódicos eram mulheres. Dessa forma, conforme as mulheres foram adentrando na comunidade artística, as editoras passaram a contratá-las para criar ilustrações que retratassem o mundo através da perspectiva da mulher.


Elenore casou-se com o advogado e artista C. Yarnall Abbott em 1898 e, após 1911, viveu em Rose Valley, Pensilvânia. C. Yarnall projetou a casa da família com um estúdio para Elenore e para ele mesmo. Em 1907, teve uma filha, Marjorie, que recebeu o nome de sua tia materna. Elenore foi também a co-fundadora da piscina de Rose Valley, em 1928, que foi construída em um espaço doado pelos Abbott's e financiada com recursos da venda de algumas pinturas de Elenore.


Abbott produziu as seguintes pinturas em aquarela em 1916, que foram exibidas na Exposição de Aquarela da Filadélfia:

Esta é uma parte do artigo da Wikipedia usado sob licença CC-BY-SA. O texto completo do artigo está aqui →


Mais ...
Elenore Abbott Obras de arte
View all 14 obras de arte