{{selectedLanguage.Name}}
Entre Sair
×

David

Michelangelo

David

Michelangelo
  • Data: 1501 - 1504; Florence, Italy  
  • Estilo: High Renaissance
  • Gênero: sculpture
  • Dimensões: 517 x 199 cm
  • Ordem David Reprodução da pintura a óleo
    Ordem
    de reprodução

David ou Davi é uma das esculturas mais famosas do artista renascentista Michelangelo. O trabalho retrata o herói bíblico com realismo anatômico impressionante, sendo considerada uma das mais importantes obras do Renascimento. A escultura encontra-se em Florença, Itália, cidade que originalmente encomendou a obra.


A escultura possui 5,17 metros de altura e representa o herói bíblico David, um dos personagens mais frequentes na arte florentina. Originalmente encomendada como parte de uma série de outras estátuas de profetas e heróis bíblicos, David estava cotado para decorar uma das fachadas de Santa Maria del Fiore. No entanto, após sua conclusão, a escultura foi posicionada em frente ao Palazzo della Signoria, sede da governadoria de Florença, onde foi revelada ao público oficialmente em 8 de setembro de 1504.


Por conta da natureza heroica representada, a estátua simbolizou o sentimento de liberdades civis que dominava a República de Florença à época. Os olhos de David, com semblante sério e cauteloso, estavam posicionados em direção a Roma. Em 1873, a escultura foi transferida para o interior da Galeria da Academia de Belas Artes enquanto a praça pública recebeu uma réplica em seu lugar.


A história da obra remonta a anos antes do trabalho de Michelangelo, que dedicou-lhe os anos de 1501 a 1504. Antes do envolvimento do artista no conceito da escultura, autoridades da Catedral de Santa Maria del Fiore - em sua maioria membros da Arte della Lana, uma das mais influentes guildas de Florença - planejaram uma série de esculturas de doze profetas do Antigo Testamento para decorar o contraforte da catedral. Em 1410, Donatello concebeu a primeira das estátuas: uma escultura do profeta Josué em terracota. Uma escultura de Hércules, também em terracota, foi encomendada ao escultor Agostino di Duccio em 1463 e produzida provavelmente sob a supervisão de Donatello. Dispostos a seguir com projeto, os membros da guilda encomendaram uma escultura de David a Duccio. Um bloco de mármore foi removido das pedreiras de Carrara, ao norte da Toscana. Duccio iniciou a obra modelando os pés, pernas e o tronco. Sua ligação com o projeto teve fim, por razões desconhecidas, com a morte de Donatello em 1466, sendo que mais de uma década após, Antonio Rossellino seria contratado para substituí-lo.


O contrato de Rossellino foi suspenso tempo depois, fazendo com que o inacabado bloco de mármore fosse esquecido mais de vinte e cinco anos no ateliê da Catedral. Naturalmente, o abandono representava uma fonte de preocupação às autoridades florentinas, especialmente por conta do alto custo do material e a dificuldade no translado para a cidade. Um inventário da Catedral publicado em 1500 descrevia a peça como "uma certa figura de mármore chamada David, pobremente esculpida e inerte". Documentos de um ano mais tarde comprovam que os membros da guilda, conhecidos como Operai, estavam determinados a encontrar um artista disposto a concluir a obra e apresentá-la a cidade. Encomendaram, então, um bloco de pedra que apelidaram de O Gigante. Apesar de nomes já conceituados, como Leonardo da Vinci, terem sido cogitados, foi o jovem Michelangelo quem assumiu a tarefa de concluir a obra. Em 16 de agosto de 1501, Michelangelo assinou contrato com os Operai para conclusão da escultura. O artista deu início aos trabalhos em meados de setembro do mesmo ano, sendo que levaria mais de dois anos para concluí-la.

Esta é uma parte do artigo da Wikipedia usado sob licença CC-BY-SA. O texto completo do artigo está aqui →


More ...