{{selectedLanguage.Name}}
Entre Sair
×

Judy Chicago

Judy Cohen

Поделиться: Artigo da Wikipédia

Judy Chicago (nascida Judith Sylvia Cohen, 20 de julho de 1939) é uma artista feminista, arte-educadora e escritora americana conhecida por suas grandes instalações de arte colaborativas sobre imagens de nascimento e criação, que examinam o papel das mulheres na história e cultura. Na década de 1970, Chicago fundou o primeiro programa de arte feminista nos Estados Unidos. A obra de Chicago incorpora habilidades artísticas estereotipicamente femininas, tais como trabalhos de agulha, contrabalançadas com habilidades estereotipicamente masculinas, tais como soldagem e pirotecnia. A obra mais conhecida de Chicago é The Dinner Party, que está permanentemente instalada no Elizabeth A. Sackler Center for Feminist Art no Brooklyn Museum. The Dinner Party celebra as realizações das mulheres ao longo da história e é amplamente considerada como a primeira obra de arte épica feminista. Outros projetos de arte notáveis de Chicago incluem International Honor Quilt, The Birth Project, Powerplay, e The Holocaust  Project.

Judy Sylvia Cohen nasceu em Chicago em 1939, filha de Arthur, líder sindical e membro do Partido Comunista dos Estados Unidos, e Sylvia Cohen.

Sylvia conseguiu transmitir aos seus filhos a paixão pela arte. Essa influência seria decisiva para a carreira artística de Judy assim como para seu irmão Ben, ceramista. Aos três anos de idade, começou a desenhar e aos cinco anos já sabia que queria dedicar-se ao mundo da arte. Ela fez os testes para entrar no Art Institute of Chicago, mas não passou.

Em 1957, graças a uma bolsa de estudos, mudou-se para Los Angeles para começar a estudar na Escola de Arte da Universidade da Califórnia. Durante os anos da faculdade, ela se tornou ativista política e começou a criar cartazes para a NAACP (Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor) e acabou se tornando secretária dessa associação.

Em 1959 ela conheceu Jerry Gerowitz, deixou a escola e foram morar juntos. Pela primeira vez, Judy teria seu próprio estúdio para trabalhar. Um ano depois, ela se matriculou novamente na universidade para terminar seus estudos. Ambos se casaram em 1961 e no ano seguinte ela se formou em Belas Artes e tornou-se membro da Phi Beta Kappa Society. Apenas um ano depois, Jerry Gerowitz morreu em um acidente de carro, uma tragédia que a marcou profundamente. Em 1964, ela obteve o mestrado em Belas Artes pela Universidade da Califórnia.

Em 1965, ela realizou sua primeira exposição individual na Galeria Rolf Nelson, em Los Angeles. Quatro anos depois, em 1969, fez uma mostra de uma série de esculturas de plástico esféricas de acrílico e uma série de desenhos no Museu de Arte de Pasadena. Os críticos afirmaram que o trabalho de Judy estava na vanguarda da arte conceitual. Ela também começou ao mesmo tempo no campo da performance: através do uso de fogos de artifício e pirotecnia, criou atmosferas para tentar "amaciar e feminizar" a paisagem da arte. Neste momento, Judy começa a explorar a sexualidade em seu trabalho. Criou as Lifesavers Pasadena, algumas pinturas acrílicas abstratas em acrílico. Segundo a artista, esse trabalho representou o ponto de virada em seu trabalho em relação à sexualidade e à representação das mulheres.

Esta é uma parte do artigo da Wikipedia usado sob licença CC-BY-SA. O texto completo do artigo está aqui →


More ...
Judy Chicago Obras de arte
View all 23 obras de arte